Bem-vindo(a) a Filtros Inflow

Bem-vindo(a) a Filtros Inflow

Últimos Adicionados

Nenhum produto no carrinho.

Blog INflow

  • Quer fazer um upgrade no seu veículo? Comece pelo filtro de ar!

    Quem gosta de carro, mecânica e velocidade nunca deixa de fazer algumas alterações no veículo depois de comprá-lo,  independente do modelo. Um carro pode ser um excelente aliado no dia a dia de milhões de brasileiros, mais do que isso - pode representar uma personalidade. Seja mais agressivo, mais clássico ou original, o dono sempre gosta de deixar tudo condizente com sua própria pessoa. Pisar fundo e ouvir um belo e forte ronco pode ser indispensável aos ouvidos de muitos motoristas. Afinal, um veículo pode ser também um hobby, um instrumento de prazer.

    Se você quer mexer no seu veículo e pretende fazer um uso inteligente do seu dinheiro, fique atento. Fazer troca de componentes fundamentais do seu veículo logo de cara pode ser perigoso, caro e ineficiente. Não faltarão oportunistas prometendo milagres por grandes quantias em dinheiro. Comece aos poucos, se informe e analise tudo o que for fazer. Às vezes, o investimento será menor do que você imagina e o ganho, muito melhor. Uma das primeiras coisas a se considerar, por exemplo, é a troca do filtro de ar original por um filtro esportivo.

    Qual é a diferença?

    Os filtros de ar tradicionais possuem uma grande restrição do fluxo de ar para o motor, tão logo ficam sujos, fazendo com que o motor trabalhe com menos fôlego. O filtro de ar comum custa em média trinta reais, a depender do veículo e deve ser trocado a cada 10.000 quilômetros. Já o filtro esportivo possui custo entre oitenta e trezentos e cinquenta reais (a depender do veículo e marca de filtro) e deve ser checado para limpeza a cada 15.000 quilômetros rodados ou quando sentir necessidade de limpeza (perda de potência, por exemplo). Ele permite uma maior passagem de ar e garante que o motor sofra menos para funcionar, não sendo necessário pisar mais no acelerador para compensar uma possível falta de ar. Você pode trocar o filtro de qualquer veículo por um filtro especial. Há um tipo de filtro recomendado para cada modelo de veículo. No entanto, é bom entender uma diferença básica entre dois tipos comuns: o filtro inbox e o filtro cilíndrico/cônico.

    O filtro inbox são inseridos dentro da própria caixa, substituindo o filtro tradicional. A troca do filtro de ar, neste caso, não tende a alterar o ronco do motor, porém é possível que dê uma alteração devido ao novo fluxo de ar admitido. Com os Cilíndricos/Cônicos, que vão fora da caixa de ar, há esta mudança de barulho, dando a sensação de que estamos ouvindo um carro extremamente potente acelerando, os famosos “muscle cars”, que ganharam fama a partir da década de 1960.  O filtro aumenta a passagem de ar para o motor sem deixar que impurezas entrem e danifiquem o motor por dentro. O ganho de potência existe, sem dúvida, mas é relativo, variando de veículo para veículo e outros fatores. A sensação que se tem logo após a troca  é que o carro está circulando mais “solto”. Uma das maiores referências no Brasil são os filtros INflow, produzidos pela TryTech de Santa Catarina. A empresa é certificada pela NBR ISO 9001:2015 e tem crescido de forma descomunal. O principal motivo é o fato de ter desenvolvido um filtro único, munido de técnicas que eliminam o dilema “maior fluxo de ar, mais impurezas no motor”. Nos filtros INflow, há uma distância relativamente maior do local onde a filtragem acontece e onde o ar entra,  não sendo necessário reduzir a passagem para evitar que as impurezas entrem no motor. Os filtros especiais possuem um preço acessível e proporcionam mais economia de combustível colaborando para um melhor desempenho do veículo, agradando até mesmo aos clientes mais exigentes.

  • Mitos e verdades sobre o filtro de ar especial.

     

    Para quem entende de mecânica ou é curioso sobre o funcionamento do seu veículo, a troca do filtro de ar é a primeira coisa a se considerar. Os motivos são muito simples: as empresas que vendem esses produtos garantem sua eficiência em termos de melhora de performance, economia de combustível e melhora na conservação do motor. A maioria dos veículos vêm de fábrica com um filtro de ar simples, feito de papel, que deve ser trocado de seis em seis meses ou a cada dez mil quilômetros rodados. A função do filtro de ar é permitir que o ar entre limpo no motor para realizar a combustão, pois partículas de sujeira, pedras ou terra podem danificar gradualmente o motor por dentro, arranhando-o e podendo até mesmo fundi-lo e prejudicar toda a mecânica do automóvel.

    Até aí, tudo certo. Mas o que os filtros especiais podem fazer além do que os filtros originais já fazem? Separamos aqui algumas informações oriundas de testes feitos pela Trytech para tentar responder as dúvidas mais frequentes e desmistificar algumas “verdades”. O objetivo deste artigo é ajudar as pessoas que pensam em trocar o filtro mas ainda não decidiram se o farão, simplesmente porque não sabem se terão os benefícios que esperam, já que as informações circulam soltas por aí sem confirmação.

    Troca do filtro de ar original por um especial aumenta o consumo de combustível.

    Mito. Não é possível comprovar esta afirmação; pelo contrário, a promessa dos fabricantes é justamente que o filtro especial permite uma redução do consumo, já que aumenta a passagem de ar filtrado e proporciona uma mistura eficiente para a combustão. Ao aumentar a eficiência de um motor de combustão interna, o torque é aumentado em menores rotações,  usando menos combustível.

    O veículo se torna mais rápido e o motor, mais forte.

    Verdade. Em linhas gerais, o que o sistema/filtro faz é corrigir a entrada restritiva de ar para o motor, causada pelo filtro de papel/algodão (tradicional). Com isso, melhora o desempenho do carro em toda a curva de RPM. Ou seja, é errado dizer que o veículo ganha mais potência com o filtro, o correto é que o filtro permite que o motor trabalhe com a potência que ele já tem e que, pelo filtro tradicional ser restritivo, não permite que o motor trabalhe em sua plenitude de potência. Se você usa um filtro original que suja com o tempo e resolve trocá-lo por um especial, certamente sentirá o seu carro circulando mais solto. Podemos afirmar com segurança que o veículo pode ganhar até 10% na melhora de performance, quando comparado ao uso do filtro tradicional.

    O filtro especial dura mais do que o original.

    Verdade. O filtro original precisa ser trocado a cada dez mil quilômetros (se considerar as fabricantes de filtro, o recomendado passa para cinco mil quilômetros), enquanto o filtro especial precisa ser limpo a cada quinze mil quilômetros se você é um usuário urbano, que usa seu veículo apenas para se deslocar pela cidade, em ritmo moderado. Se você trafega por lugares onde há muita poeira, areia ou terra, é recomendável que cheque o filtro com mais frequência. Além disso, você mesmo pode retirá-lo e fazer a limpeza de acordo com as recomendações do fabricante.

    Filtros especiais são mais ecologicamente corretos do que os filtros originais.

    Verdade. Os filtros especiais são compostos por poliuretano, um material cuja reciclagem foi recentemente descoberta devido à complexidade tecnológica. Além disso, no mesmo período em que você jogaria fora cerca de quatro filtros de ar de papel, você descarta apenas um filtro especial. Com a redução de combustível que prometem os fabricantes, o seu veículo já colabora com a redução do consumo de um recurso não renovável, além de emitir menos gases poluentes como hidrocarbonetos e monóxido de carbono.

    Filtros especiais são muito mais caros do que um filtro original.

    Verdade. Porém a afirmação carece de uma explicação mais adequada. Afinal, de que adiantaria produzir um filtro muito mais caro sem retorno em benefícios e dinheiro? Em primeiro lugar, o filtro especial reduz os gastos com combustível. Em segundo lugar, o motorista acaba tendo mais benefícios pelo mesmo preço; basta somar o valor da compra de quatro filtros originais (mais manutenção de cada um) e comparar com o valor de um filtro especial mais uma manutenção. No fim das contas, o filtro original é o famoso “barato que sai caro”!

  • Responsabilidade ambiental - saiba escolher os produtos que usa!

     

    A preocupação da população mundial com o meio ambiente é uma questão relativamente recente, tendo surgido somente no início da década de 1970, quando muito estrago já havia sido feito na natureza devido ao avanço aceleradíssimo das indústrias por todo o planeta, sem mencionar os eventos como as duas guerras mundiais e os vários testes com bombas nucleares que nem sempre foram a conhecimento do público. Nesse contexto, cientistas do mundo todo - economistas, inclusive - tomaram nota da responsabilidade do ser humano para com o meio ambiente. Afinal, nosso modo de sobreviver exige o consumo de recursos e o descarte de resíduos e se isso não for feito de forma consciente, não há tempo para que o planeta absorva tais resíduos ou recomponha os recursos - isso quando pode recompor.

    Por isso, o sistema capitalista se transformou mais uma vez e surgiu uma esperança no horizonte: o conceito de desenvolvimento sustentável. Embora ainda muito recente e pouco aplicável, o desenvolvimento sustentável é uma promessa que depende da consciência de cada cidadão. Descartar o lixo separadamente, economizar água e consumir produtos de empresas certificadas são algumas das atitudes que podem colaborar imensamente com a redução do impacto ambiental que as indústrias causam. É interessante estar bem informado para saber o quanto você pode colaborar,  sabendo que os produtos que você escolhe podem trazer benefícios, não só para o meio ambiente, mas também para você e o seu bolso sem afetar negativamente a sua rotina. E se você não acredita nessa possibilidade é porque não conhece os filtros INflow da TryTech.

    Como o filtro de ar do meu veículo pode reduzir a poluição?

    A responsabilidade ambiental deve partir das empresas na hora de criar seus produtos e dos clientes na hora de escolher. A escolha do tipo de filtro de ar que você usa pode ter grande impacto na natureza. Você já parou pra pensar para onde vão os filtros que você troca todos os anos ou a cada seis meses? É um descarte de plástico e papel relativamente grande se considerarmos cada motorista que circula por nossas cidades fazendo isso juntos.

    Embora as empresas de reciclagem tenham dado a sua contribuição, é difícil encontrar materiais que possam ser 100% reciclados. Por essa razão, a chave também se encontra na redução do descarte. Os filtros INflow da TryTech são feitos de poliuretano, que é um material plástico muito mais resistente do que o dos filtros comuns. Muitas empresas investem em filtros de poliuretano para alguns veículos e não o fazem para todos, tendo em vista os altos custos de produção. O poliuretano pode ser parcialmente reciclado, mas o melhor de tudo é que um filtro de ar deste material não precisa ser trocado todos os anos se considerarmos que você é um motorista comum - não usa seu carro para esportes e aventuras, por exemplo.

    Escolher trocar o filtro original por um filtro de ar especial INflow permite que você reduza o descarte de material e ainda contribui para a redução de combustível. Isso se explica pelo fato de que o filtro INflow regula a mistura ar x combustível, tornando-a o mais próximo das condições ideais e evitando que seu carro consuma mais do que foi programado para consumir. Outro fator importante é que os filtros originais entopem à medida que vão ficando sujos e impedem a entrada de ar, levando novamente a um aumento do consumo de combustível. A redução de combustível também seria um significativo ganho para o planeta, já que o petróleo, sua principal matéria-prima, é considerado uma fonte de energia não renovável e sem a qual nossa sociedade atual não pode viver tal como vive. Reduzir é colaborar! Consuma com responsabilidade!

  • O que caracteriza um bom filtro de ar? Entenda o que é mistura rica, pobre e ideal

    Quem entende de carro sabe o quanto é importante seguir as recomendações do fabricante com relação à troca de óleo e filtro de ar. São fatores que afetam diretamente o motor, o consumo de combustível e o desempenho do veículo, que pode ser seriamente prejudicado se não for tomado o devido cuidado com estes itens. O filtro de ar, por exemplo, é utilizado para impedir que impurezas entrem no motor, deixando passar somente o ar para a combustão que move o veículo. À medida que o filtro fica sujo e os seus poros são entupidos, menos ar adentra o motor, que precisa trabalhar com combustível no lugar do ar, consequente, consumindo mais.

    Tendo isso em mente, o cliente pode pensar “e se fosse o contrário? Meu veículo consumiria menos?” Infelizmente, não é tão simples. Nos filtros de ar temos a mistura ideal, rica ou pobre. De acordo com o site Circula Seguro, a razão estequiométrica para uma mistura ideal é de 14,7 partes de ar por 1 (uma) de combustível, de modo que o carro circule em seu máximo desempenho utilizando apenas o suficiente em termos de combustível. A mistura rica é aquela na qual há mais combustível do que ar para fazer a combustão. É a mistura que gera mais gastos e geralmente resulta em filtros entupidos ou cujos poros não permitem a devida passagem de ar.

    A mistura pobre, por outro lado, é aquela na qual há mais ar do que combustível dentro do motor e isso pode ocorrer pelo uso inadequado de um filtro de ar. A mistura pobre não é benéfica ao motor, pelo contrário: faz com que o veículo dê solavancos e engasgos e desenvolva muito menos potência, além de poder danificar o motor. Por isso, o seu filtro de ar deve prover a mistura equilibrada, chamada de mistura ideal: 14,7 partes de ar e 1 parte de combustível, ou, pelo menos, um número aproximado, visto que alterações climáticas podem afetar esta razão.

    O diferencial dos filtros INflow.

    Os filtros INflow têm feito muito sucesso entre os consumidores e um dos motivos é a tecnologia que acerta a mistura exata entre combustível e ar. Trazendo para o mercado uma inovação tecnológica com benefícios múltiplos, a Trytech criou os filtros INflow, que permitem uma passagem adequada de ar sem deixar que impurezas entrem no motor. Assim, há uma separação entre a trama que filtra o ar e a que dá a passagem para o motor, eliminando o dilema “mais ar, mais impurezas”, tão comum nos filtros tradicionais.

    Os filtros INflow podem ser reutilizados, de modo que tudo o que o usuário precisa fazer é checar o filtro do motor de seis em seis meses ou a cada 15.000 km. Caso esteja sujo, basta seguir as recomendações do fabricante e fazer a lavagem. O material é muito mais resistente, suportando melhor o stress ao qual o motor é sujeito diariamente. Independente do uso que você faça do seu veículo, instalar um filtro INflow é sinônimo de circular com segurança, protegendo o motor, aumentando o rendimento do veículo e economizando combustível.

  • Filtros de ar INflow - eficiência comprovada!

    Sempre que desejamos fazer algum tipo de manutenção para corrigir algum problema ou melhorar o desempenho dos nossos veículos, o único impedimento na hora de investir é a dúvida a respeito da eficiência. Afinal, as melhoras poderão ser sentidas? O valor investido retornará em forma de benefícios para o veículo e também para quem dirige? Se as respostas para estas perguntas forem sempre “sim”, dificilmente haverá resistência por parte do cliente na hora de comprar um produto ou serviço, a não ser que seja abusivamente caro.

    Trouxemos este tópico à tona para falar dos filtros INflow, da Trytech, que têm sido extremamente bem-aceitos pelos usuários. O que os filtros INflow possuem de diferente dos comuns? Quais são os benefícios e como ele surgiu? Em primeiro lugar, a Trytech garante uma maior economia do usuário com relação aos filtros originais, de papel, bem como um melhor desempenho do veículo, cujo motor é aliviado por um filtro de ar muito mais eficiente e torna-se mais agradável de dirigir, trazendo o benefício “sentido” no dia a dia para o motorista. Além disso, os filtros INflow são feitos de poliuretano e são adaptados para otimizar a passagem de ar, de modo a permitir um fluxo maior sem que as impurezas entrem no motor.

    Como surgiram os filtros de ar INflow?

    Para responder a esta pergunta é necessário um pouco mais de dedicação, pois trata-se de uma história memorável e que comprova ainda mais a eficiência do filtro. Seu criador, Márcio Busi, então morando nos Estados Unidos e influenciado pela forte cultura automobilística do país resolveu fazer uma experiência por conta própria para melhorar o desempenho do seu veículo. Após testar muitos filtros de ar de alta performance e sem estar totalmente satisfeito e cursando doutorado em poluição atmosférica adquiriu algumas peças e preparou, ele mesmo, um filtro de ar do seu agrado para o seu veículo.

    O resultado foi muito satisfatório, e Márcio permaneceu utilizando seu próprio filtro, porém sem divulgar publicamente o feito até entrar em uma discussão em um fórum especializado em filtros de ar. Ao afirmar que utilizava o seu próprio filtro e que era com ele muito bem servido, Márcio intrigou os usuários do fórum e recebeu sua primeira encomenda. Construiu o filtro e repassou ao seu primeiro cliente que também se mostrou satisfeitíssimo com o resultado. A partir daí, o filtro “amador” emergiu e foi aperfeiçoado pela Trytech, sendo produzido para comercialização em grande escala e fidelizando os clientes que experimentam o INflow.

    Do mesmo modo que o filtro surgiu se propondo a solucionar uma questão e se mostrou extremamente eficiente, a Trytech não enfrenta problemas para confirmar a eficácia do INflow. A elaborada tecnologia de filtragem, a resposta do veículo e a economia de combustível e pela reutilização de um produto que pode durar 5 (cinco) vezes mais do que os filtros comuns falam por si só. O sucesso do Inflow consiste em apenas isto: prover ao cliente o resultado a que se propõe. Adquira um dos filtros INflow para o seu veículo e faça você mesmo o teste!

  • Filtros de ar e descarte de lixo - como você pode colaborar?

    A questão do descarte de lixo é um dos maiores problemas ambientais que enfrentamos na atualidade. Infelizmente, o sistema capitalista tornou a existência humana numa eterna exploração de recursos e descarte de resíduos que dificilmente podem ser utilizados de alguma forma,  e ainda prejudicam os solos, a água e o ar. A preocupação com o meio ambiente e sustentabilidade começou a surgir com força significativa somente a partir da segunda metade do século XX, após mais de 150 anos de capitalismo industrial.

    Com o surgimento de novas teorias econômicas ambientais, o empenho aumentou no sentido de descobrir novos métodos e técnicas de otimização de aproveitamento e reaproveitamento dos recursos naturais. Uma dessas técnicas é a reciclagem, que ganha cada vez mais espaço no setor privado devido ao alto nível de lucratividade que proporciona. Embora a reciclagem não seja capaz de resolver cem por cento da questão do descarte de lixo, é uma solução que atenua bastante o problema. Governos preocupados com o meio ambiente em todo o mundo incentivam empresas e indústrias a investirem mais pesadamente em materiais e produtos recicláveis, fazendo campanhas de conscientização da população para que a preferência de consumo prevaleça aos produtos recicláveis.

    Torne o seu carro mais “verde”!

    Os automóveis são um dos maiores motivos de polêmica quando falamos a respeito de poluição, descarte e meio ambiente. Isso se explica devido ao fato de que os automóveis consomem uma grande quantidade de recursos, tanto para sua produção como para o seu funcionamento, havendo também a emissão de gases poluentes como o CO2. Se cada motorista se conscientizasse e agisse em prol de deixar o seu veículo menos poluente, certamente o impacto seria sentido. Aqui vai uma importante dica que custa pouco para ser colocada em prática e ainda traz benefícios diversos: troque o filtro de ar original do motor de seu veículo por um filtro especial INFLOW!

    Os filtros originais são de papel e devem ser trocados com determinada frequência. O filtro velho deve ser totalmente descartado, tão logo acumule sujeira o suficiente para atrapalhar o rendimento do motor e do veículo. Os filtros de poliuretano, por outro lado, diminuem a restrição da entrada de ar, fazendo com que o motor consuma menos combustível, permitindo também uma diminuição da emissão de CO2 ao longo do tempo. Mas o melhor de tudo: é lavável e reutilizável por um período muito mais longo do que os filtros originais de papel, basta seguir as instruções do fabricante, tanto no momento de descarte em coletas seletivas quanto na hora de lavá-los. O processo é simples e pode ser feito pelo próprio usuário, em poucos minutos. São benefícios múltiplos com um investimento moderado que também retorna em forma de melhora de desempenho do motor e economia de combustível. A TryTech comercializa filtros de ar especiais de poliuretano e possui diferentes tipos para cada veículo e utilidade. Se você é preocupado com o meio ambiente, faça um teste utilizando um filtro INflow e desfrute de inúmeros benefícios.

  • Filtros de poliuretano x filtros de papel originais – quais as vantagens e desvantagens?

    Se você não faz ideia de como funciona o filtro de ar do seu carro, é melhor começar a se informar imediatamente, especialmente se já rodou 10.000 km ou mais. O filtro de ar do carro é uma peça simples e barata, mas o seu uso indevido pode representar gastos que superam R$4.000,00 (quatro mil reais) e muitos dias no mecânico – resultado de um possível motor fundido. Embora os motoristas mais cuidadosos possam não acreditar que há pessoas que deixam o seu automóvel chegar a este ponto, esta realidade é muito mais comum do que se imagina, e oficinas do país inteiro têm que resolver este tipo de caso com frequência. Quem gosta de carro – e de economizar – sabe que os cuidados com o filtro são importantes não só para manter a mecânica do carro saudável, mas também para economizar combustível.

    Atualmente, a polêmica a respeito dos filtros tem girado em torno da possível melhora de rendimento que seu veículo pode ter ao trocar o  filtro de ar de papel/algodão por um filtro especial de poliuretano. Os fabricantes afirmam categoricamente que há vantagem na troca, os mecânicos divergem de opinião e os usuários tendem a concordar com os fabricantes. Antes de nos aprofundarmos nesta discussão, há questões importantes a serem consideradas: os filtros de ar de papel são muito mais baratos do que os de poliuretano, porém devem ser trocados com maior frequência. Entre prós e contras, analise cuidadosamente qual deles proporciona mais vantagens.

    A tecnologia dos filtros de ar INflow.

    Aqui buscaremos elucidar melhor como a tecnologia de um filtro de poliuretano atua no funcionamento de um automóvel. O filtro de poliuretano atua corrigindo possíveis restrições da entrada de ar que o filtro de papel, inevitavelmente, possui pela simplicidade de sua tecnologia. Com a regulagem e o equilíbrio da entrada de ar, o motorista perceberá que o seu automóvel rodará com maior desenvoltura, sem que seja necessário pisar tanto no acelerador, consequentemente consumindo menos combustível. Até este ponto você já obtém as seguintes vantagens: ganho de potência, melhor performance e economia de combustível. A TryTech afirma que o ganho de potência no momento em que você insere o filtro no seu automóvel (fazendo o comparativo com o filtro de papel) é de 2 a 3%. Porém, quando consideramos a perda de eficiência do filtro de papel ao longo do tempo (o que não há no caso do poliuretano), o comparativo indica que este ganho acaba por chegar até 10%.

    Recomenda-se a troca do filtro de papel a cada 10 mil quilômetros rodados. O filtro de poliuretano INflow deve ser inspecionado a cada 15 mil quilômetros rodados, ou seja, rodando com um filtro de papel seria necessário que fizesse a troca com maior frequência. Com um de poliuretano INflow, por outro lado, é necessário apenas que faça o procedimento de limpeza indicado pelo fabricante, sem necessidade de gastar dinheiro com a aquisição de um novo. Observamos que o investimento inicial em um filtro INflow de poliuretano, retorna não somente na redução da quantidade de trocas, mas também na redução do consumo de combustível ao longo do tempo. Apesar de ter que pagar um pouco mais por um filtro de poliuretano, certamente o investimento valerá a pena, já que você dará ao seu automóvel um trato melhor, economizará combustível e terá que fazer menos trocas, de modo que o investimento retornará em benefícios a você ao longo do tempo. Embora o filtro de ar de papel seja mais barato, a perda de desempenho pela tecnologia simples do papel/algodão representa perda de desempenho tão logo o filtro acumule sujeira. Até que você o troque, o benefício que deixa de desfrutar em termos de potência pode chegar a 10%. Aposte no filtro de ar de poliuretano! Entre em contato com um consultor INflow e saiba qual o modelo indicado para o seu veículo.

  • 5 DICAS DE REPAROS QUE VOCÊ PODE FAZER NO SEU CARRO.

    Muitos de nós não possuímos conhecimentos mecânicos de um carro e levando-o  a uma oficina mecânica nos deparamos com leigos, onde cada um fala uma língua diferente,  já que as pessoas, muitas vezes,  levam seu carro em mecânicos de confiança indicados por familiares e amigos.

    Pensando nisso, selecionamos abaixo algumas dicas básicas de como identificar possíveis transtornos:

    Continue lendo
  • A HISTÓRIA DO MOTOR DO SEU CARRO

    A história  do motor do seu carro

     Vivemos em um mundo que,  em seus primórdios e até uns 200 anos atrás,  muitos dos desbravadores se locomoviam a pé ou com seus respectivos cavalos. Existem relatos que a invenção do carro pode estar associada há muitos anos.

    Porém, o carro que utilizamos hoje no dia a dia teve sua estreia apenas em 1885. Quando o engenheiro alemão, Karl Benz(1844-1929),  juntou um motor pequeno com gasolina a um carrinho de três rodas, fez surgir o mais primitivo carro movido à gasolina.  Benz,  não contente, desenvolveu o automóvel juntamente com outro engenheiro alemão, Nikolaus Otto (1832-1891), tendo sido, sem dúvida,  uma das melhores parcerias que podemos agradecer - “pelo menos nós” - que somos apaixonados por carro.

    Continue lendo

  • CIDADE, ESTRADA OU OFF-ROAD? SEU VEÍCULO AGUENTA A SUA ROTINA?

    O filtro de ar é uma das peças mais importantes de um veículo e podemos afirmar isso pelo simples fato de que ele colabora com o bom rendimento do motor, com a performance ótima do veículo, com a economia de combustível e ainda impede que toda a sujeira do ar e do ambiente no qual você transita danifique o motor de forma grave. Até aí tudo bem, digamos que isso não seja novidade para você. Basta trocar o filtro em dia, certo? Certo! Mas você sabia que existem diferentes tipos de filtro de ar indicados para cada tipo de utilidade?

    Continue lendo

41-50 de 54